quarta-feira, 1 de junho de 2011

Suapi Assume Cadeia de Boa Esperança

A administração da cadeia pública de Boa Esperança, no Sul de Minas, foi assumida pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), na manhã desta terça-feira (dia 24). A guarda ou custódia dos 80 presos acolhidos no local agora está sob a responsabilidade da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi). A função até então era desempenhada pela Polícia Civil, que teve 10 policiais liberados para retomar suas funções de investigação.
Com a mudança, a cadeia passa à condição de presídio e a Suapi atinge a marca de 123 unidades prisionais sob sua responsabilidade. A transição é marcada por alterações na rotina da unidade, como a adoção de uniforme obrigatório por parte dos presos e o estabelecimento de novas normas de visitação. Somente terá seu acesso permitido o visitante que se cadastrar na portaria, mediante apresentação de documentos como atestado de antecedentes criminais, comprovante de residência e cópias do RG e CPF.

Benefícios

Durante a intervenção que transformou a cadeia em presídio foram realizados corte de cabelo dos detentos e distribuídos kits compostos de uniformes, cobertores, toalhas, escovas de dentes e produtos de higiene pessoal para cada um dos internos. A segurança da unidade prisional passa a ser feita por 40 agentes penitenciários, masculinos e femininos, especialmente treinados para atuar na guarda e escolta de presos.

Para o diretor interino de Segurança Interna da Suapi, Anderson Leite, a transição fortalece o papel do Estado na garantia da segurança a toda a população. “A mudança traz uma série de vantagens. Melhoria no controle da unidade prisional - em decorrência do aumento do efetivo qualificado para a função, mais segurança para a comunidade - devido ao retorno de policiais civis às ruas e ainda o melhor atendimento às famílias dos presos custodiados - que passa a ser realizada por uma equipe preparada”, enumera.

Procedimento

A intervenção foi realizada por 20 agentes penitenciários do Grupo de Operações Táticas Especiais (Gote) e 11 agentes do Presídio de Alfenas, com a participação da direção de Três Corações e da segurança interna da Suapi. Os trabalhos foram acompanhados por representantes do Poder Judiciário, da prefeitura local e das polícias Civil e Militar.

A direção do Presídio de Boa Esperança foi assumida por Bruno Tizo Pereira e Breno dos Reis Megda Marques. Todos os detentos terão atendimento jurídico, social, odontológico, médico, psicológico e quatro refeições diárias, com cardápio supervisionado por nutricionista. Nos primeiros trinta dias após a mudança, as visitas ficarão suspensas. A medida faz parte do Procedimento Operacional Padrão (POP), manual que disciplina os direitos e deveres dos detentos, funcionários e visitantes, adotado em todas as unidades prisionais do Sistema de Defesa Social.

Somente neste ano foram realizadas cinco assunções de cadeia. Até o final de 2011 a estimativa é que outras 25 cadeias passem a ser custodiadas pela Suapi. “A transferência de responsabilidade dá continuidade ao projeto do Governo do Estado de transferir para a Defesa Social, até 2014, todas as cadeias que ainda se encontram sob administração da Polícia Civil”, destaca o subsecretário de administração prisional, Murilo Andrade de Oliveira.

Fonte:Seds

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário